O Papa disse hoje no Vaticano que a Igreja Católica se tem de preocupar mais em ser “mãe” do que em ter um “organigrama perfeito”.

“A alegria da Igreja é ser mãe, procurar as ovelhas perdidas”, referiu na homilia da Missa a que presidiu na capela da Casa de Santa Marta.

Partindo de uma passagem do livro do profeta Isaías, Francisco sublinhou que “o povo precisa de consolação”, que vem da “misericórdia e do perdão” de Deus.

“Assim como uma pessoa se consola quando sente a misericórdia e o perdão do Senhor, a Igreja faz festa, fica feliz quando sai de si mesma” e vai ao encontro dos “irmãos e irmãs que estão distantes”, precisou.

Agência Ecclesia – ler notícia completa aqui.